Franchising e Oportunidades - Consultoria Franchising

UNU

Franchising Imobiliária

Urban Obras

Franchising em Obras e
Remodelações

House Shine

Franchising em Limpezas Domésticas

ALLCAN

Franchising de Coaching & Training

Guard Clean

Franchising para Técnicos em Limpeza

UNU

Franchising em Imobiliária

Branquia

Franchising de Limpeza Comercial

House Shine

Franchising em Limpezas Domésticas

Costuma fazer uma análise SWOT à sua empresa?

Poucos são os instrumentos tão eficazes para elevar a competitividade de um negócio próprio como a Análise SWOT.

Não conhece? Não costuma aplicar? Então está na hora de dominar este tema.

A análise SWOT revela-se como o instrumento perfeito para criar ou ajustar um planeamento estratégico no seu próprio negócio. É uma ferramenta de gestão que avalia o grau de competitividade de uma empresa com a concorrência.

Em português, a análise SWOT analise 4 variáveis; forças, oportunidades, fraquezas e ameaças.

Forças (Strengths)

Para identificar as forças do seu próprio negócio, o empreendedor deve refletir sobre os pontos fortes do mesmo. Ou seja, aquilo que se distingue como uma vantagem competitiva.

Pode ser o preço, a marca, a qualidade dos produtos ou serviços, a forma de atendimento, o valor que agrega aos clientes, entre outros aspetos.

Fraquezas (Weakness)

Por outro lado, a matriz também deve avaliar e identificar tudo aquilo que coloca o seu negócio próprio em desvantagem e que, como consequência, o leva a perder vendas e clientes, além de gerar maiores gastos.

Ou seja, esta variável indica as suas desvantagens em relação aos concorrentes.

Oportunidades (Opportunities)

As avaliar as oportunidades, o empreendedor terá que olhar para o futuro e traçar metas. Aí, é possível analisar eventuais lacunas no mercado, que pode aproveitar.

Ameaças (Threats)

As ameaças incluem as vulnerabilidades do seu próprio negócio, ou seja, aquilo que pode estar sujeito e ser explorado pela concorrência de modo a afetar os seus resultados em termos de desempenho e de concretização de metas traçadas.

Quando se deve fazer?

O empreendedor deve fazer uma análise SWOT antes de qualquer decisão estratégica, tática ou operacional que precise ser tomada. Há quem, inclusive faça a matriz SWOT para analisar uma decisão pessoal.

Este é um exercício que pode ser feito rapidamente para analisar uma ideia numa reunião, mas também pode ajudar em grandes objetivos estratégicos que tenha delineado para o seu próprio negócio. Seguem alguns exemplos de tomadas de decisões nas quais a análise SWOT pode ser bastante útil:

  • Vale a pena lançar um novo produto?
  • Podemos abrir uma filial na cidade de Lisboa?
  • A empresa beneficiaria com a criação de uma nova unidade de negócio?
  • A empresa necessita de um escritório maior e mais bem localizado?
  • Devemos criar um software interno para melhorar a gestão?
  • Devo contratar mais um funcionário?

Logo, é possível concluir que a análise SWOT permite aos empreendedores e aos seus próprios negócios uma atuação mais segura perante os desafios do mercado. Se souber quais são as lacunas e quais são as suas vantagens da sua empresa, e como isso pode afetar o seu próprio negócio, é mais fácil ultrapassar os obstáculos e traçar um caminho, marcando a sua posição no mercado no mercado onde atua.

Descubra a oportunidade que mais se adequa a si.
Fale connosco!

Peça hoje mais informações!

Nome*
Email*
Franchising de Interesse
Telefone*
Localidade*