Franchising e Oportunidades - Consultoria Franchising

UNU

Franchising Imobiliária

Urban Obras

Franchising em Obras e
Remodelações

House Shine

Franchising em Limpezas Domésticas

ALLCAN

Franchising de Coaching & Training

Guard Clean

Franchising para Técnicos em Limpeza

Branquia

Franchising de Limpeza Comercial

UNU

Franchising em Imobiliária

House Shine

Franchising em Limpezas Domésticas

6 perguntas que deve fazer antes de abrir uma franquia

Todos nós temos por hábito questionarmo-nos sobre determinados assuntos. Os empreendedores não são diferentes e, na maioria das vezes, questionam-se sobre o seu próprio negócio.

Aliás, os empreendedores que não realizam reflexões são os que precisam descobrir se têm o perfil de empreendedor.

Se realmente possuir o perfil necessário para empreender com sucesso, saiba que investir numa franquia pode ser a alternativa viável para empreendedores que pretendem abrir um negócio próprio.

No entanto, antes de realizar qualquer investimento, existem alguns fatores que deve analisar e algumas questões que devem ser feitas.

Por isso, hoje mostramos-lhe quais são as 6 perguntas que todos os empreendedores deveriam fazer antes de adquirir uma franquia.

  1. Como vou escolher o tipo de negócio para começar a empreender?

Os empreendedores têm de tomar decisões. Os empreendedores precisam lidar com as questões iniciais, como quantos funcionários precisará contratar, qual é o nicho de mercado mais compatível com a sua personalidade, qual é o segmento mais estável, qual será o plano de marketing ou, ainda, se vai empreender sozinho ou vai procurar um sócio.

  1. Qual é o investimento total necessário para a abertura do negócio?

O empreendedor deve fazer uma série de perguntas antes de abrir uma franquia e avançar com a criação do próprio negócio, tais como equipamentos, instalações, stock, despesas operacionais, taxa de franquia e fundo de maneio.

  1. Quanto tempo preciso dedicar à minha franquia?

A dedicação ao trabalho aumenta com o tamanho do próprio negócio. No entanto, mesmo no inicio, o empreendedor deve estar preparado para se dedicar a 200%. Enquanto um trabalhador trabalha em média cerca de oito horas por dia, o empreendedor não tem horário estabelecido. Sem contar a ausência de um salário fixo, de não ter férias, nem feriados, entre muitas outras questões.

  1. Qual é a faturação média mensal e a margem de lucro líquido do franqueado?

O empreendedor deve perguntar sempre qual a previsão do faturamento médio mensal que a franquia que vai adquirir oferece e qual a margem de lucro líquido do próprio negócio. Com isso, é possível avaliar a rentabilidade do empreendimento.

  1. Em quanto tempo terei retorno do investimento?

No seguimento da questão anterior, o empreendedor deve absorver a experiência dos outros. Converse e aprenda. Assim vai saber quanto dinheiro precisa para começar a empreender, quais são os pré-requisitos para ter sucesso e qual é o tamanho do investimento necessário, ou seja, se vai conseguir ter sustentabilidade até obter retorno.

  1. Qual é a duração do contrato e as regras para renovação?

O contrato firmado entre franquia e franqueado é constantemente renovada. Dentro deste prazo, o empreendedor deve recuperar o investimento e ainda ganhar dinheiro. Por isso, é preciso analisar, também, como será feita a renovação, pois há redes de franchising que cobram todas as taxas de abertura novamente, outras que dão descontos e, ainda, aquelas que não cobram nada.

  1. Será que terei muitos problemas com a aquisição de uma franquia?

Não existe forma de prever isso. No entanto, sabe-se que existem questões mais profundas sobre as exigências do mercado, sobre a inovação nos produtos ou serviços e também as características financeiras, as tributárias e sociais do seu próprio negócio.

  1. Qual é o suporte oferecido pela rede de franchising?

O empreendedor deve perguntar como o conhecimento do franqueador será transmitido. É importante saber que manuais serão entregues ao franqueado, como o consultor de campo acompanhará as unidades e como atuará para auxiliar na solução de eventuais problemas operacionais.

É claro que, depois da criação do próprio negócio, outras questões vão aparecer com o tempo. Por isso, as perguntas mais importantes, que devem estar constantemente em pauta, são: “sou feliz? Eu seria feliz a fazer outra coisa?”

Os empreendedores devem procurar um negócio próprio que tenha a ver com o seu sonho e que mantenha a sua motivação diária. Só assim poderão ter energia e dedicação para as dificuldades que virão.

Para finalizar, saiba que todos os empreendedores têm, no seu negócio próprio, dias bons e dias maus. Começar a empreender pode realmente levá-lo a uma felicidade considerada sustentável e, se souber planear corretamente, não será difícil atingir os seus objetivos.

Descubra a oportunidade que mais se adequa a si.
Fale connosco!

Peça hoje mais informações!

Nome*
Email*
Franchising de Interesse
Telefone*
Localidade*