Franchising e Oportunidades - Consultoria Franchising

UNU

Franchising Imobiliária

Urban Obras

Franchising em Obras e
Remodelações

House Shine

Franchising em Limpezas Domésticas

ALLCAN

Franchising de Coaching & Training

Guard Clean

Franchising para Técnicos em Limpeza

Branquia

Franchising de Limpeza Comercial

UNU

Franchising em Imobiliária

House Shine

Franchising em Limpezas Domésticas

10 Dicas para crescer em momentos de retração econômica

Em períodos de crise, é bastante comum ouvir-se falar em retração económica e corte nos investimentos. Por outro lado, quando o assunto é crescimento, as afirmações são tímidas, para não dizer nulas.

Mas, mesmo assim, existe um pequeno grupo de negócios de sucesso que não se intimidam com essa turbulência e apresentam índices que parecem utopia.

Tendo em conta que não é a sazonalidade e nem as características do mercado que são responsáveis pelo crescimento destes negócios de sucesso em alturas de crise, existem 10 dicas de ações que todas as empresas deveriam seguir, para crescer em momentos de retração económica.

Descubra quais são:

  1. Reveja os custos fixos

Aprenda a manter as suas finanças equilibradas e passe um pente fino nos custos do seu próprio negócio, bem como nos índices de produtividade, reveja o que é necessário manter ou não. Há um caso famoso que ilustra bem essa situação. Bob Crandall, executivo da American Airlines, solicitou um estudo interno e descobriu que 72% dos passageiros não comiam as azeitonas servidas nas saladas durante o voo. A retirada das azeitonas fez com que a empresa economizasse mais de U$ 500 mil por ano.

  1. Analise o seu portfólio

Momentos de retração económica são um momento ótimo para rever produtos que não têm boa aceitação e rever a estratégia de mercado do seu próprio negócio. Desta forma, pode-se focar no que realmente tem maior aceitação e aumentar as receitas.

Potencialize a criatividade e a inovação!

  1. Estude os comportamentos do mercado

Analise como o seu próprio negócio está posicionado no mercado e avalie como o consumidor se comporta em relação aos seus produtos. Desta forma, é possível prever períodos de instabilidade que estão por vir e/ou se antecipar a tendências comportamentais dos seus consumidores.

Conheça a sua concorrência!

4.Movimente o seu stock

Produtos parados no stock é dinheiro parado. Avalie formas para que os seus produtos possam ter rotatividade. Se for o caso, pense em fazer promoções com produtos que têm menos saída. Às vezes, é melhor vender por menos do que ficar com o stock encalhado. Afinal um negócio de sucesso obtém viabilidade, entre outros, pela otimização dos seus recursos.

Cuide do equilíbrio e solidez de seu fluxo de caixa!

  1. Melhore a relação com o cliente

Essa é uma dica que vale para sempre, e não apenas para momentos difíceis. Melhorar a relação com os clientes é fundamental para aumentar o seu nível de retenção e manter a receita recorrente. O grande desafio está em viabilizar soluções que valorizem o seu próprio negócio e o diferencie sob a perceção dos seus consumidores, com custos de atendimento impessoal.

Conheça o seu cliente!

  1. Motive a sua equipa de vendas

Há um ditado chinês que diz: Não existe crise. Existe oportunidade. Em momentos como esses, apesar das empresas apertarem o cinto, é possível a criação e identificação de oportunidades de negócio. Motive a equipa de vendas a encontrar essas lacunas no mercado para aumentar as receitas e amplie a recetividade do seu próprio negócio em lidar com as novidades trazidas do mercado pela equipa comercial.

  1. Avalie a compra de ativos desvalorizados

A crise pode abrir oportunidades atípicas, pois com a diminuição da demanda, há casos de desvalorização de ativos. Se pensa em expandir o seu próprio negócio, este pode ser este o melhor momento para investimentos de médio e longo prazo. Avalie se é um momento para comprar, por exemplo, um terreno, já que ele pode estar por metade do preço e/ou adicionar participação de mercado ou complementar o seu portfólio de forma inorgânica por meio de fusão ou aquisição.

  1. Invista na reputação da sua marca

Há marcas que vendem os seus produtos sozinhas. Construir uma reputação positiva do seu próprio negócio é uma forma de aumentar a sua força de vendas de forma indireta. Se trabalha com comercial, por exemplo, pode ser o momento de fazer alguma campanha para aumentar a fidelização dos seus clientes.

  1. Considere novos mercados

Se a crise é no país, a saída pode estar no aeroporto internacional mais próximo. E se o seu próprio negócio começar a exportar para mercados no exterior? Faça uma pesquisa prévia de aceitação e demanda dos seus produtos e veja quais os trâmites para iniciar essa operação. Empreender é a palavra de ordem!

  1. Não culpe a crise

Crises são ciclos económicos que vão e vêm ao longo do tempo. Ficar de braços cruzados e culpar a crise é uma péssima ideia. É óbvio que nem sempre estamos certos das nossas decisões, mas é imperativo que assuma responsabilidades, avalie os riscos e tome medidas, mesmo que sejam dolorosas. Pense de forma crítica em como você pode melhorar a situação, independente do cenário externo. Seja lógico e pragmático com visão equilibrada para o curto e médio prazo. Diferencie-se como empreendedor!

Não existe uma dica para que os empreendedores aliviem os impactos ou saiam da crise. Entretanto, algumas medidas podem ajudam a enfrentar esse difícil e adverso momento.

Descubra a oportunidade que mais se adequa a si.
Fale connosco!

Peça hoje mais informações!

Nome*
Email*
Franchising de Interesse
Telefone*
Localidade*